Itamar Rocha (Presidente ABCC), participa na lista de discussão (Panorama-L)

Segue e-mail do Sr. Itamar Rocha (Presidente da ABCC), participando na Lista de discussão (Panorama-L) com assunto Nota de esclarecimento – Importação de lagosta do Canadá enviado dia 04 de dezembro de 2013.

De: Itamar <ipr1150@gmail.com>
Data: 4 de dezembro de 2013 10:30
Caro Ricardo,
Primeiramente, esclareço que existem mais de 35 doenças ou cepas virais, das quais o Brasil possui 3 ou 4, mesmo assim em 3 a 4 Estados, de um total de 27 !!!??.
Portanto amigo, quando o Desembargador Federal do TRF Primeira Região, acatando o Agravo de Instrumento interposto pela ABCC, concedeu a Liminar contra a decisão do MPA de autorizar a importação do camarão selvagem da Argentina, o P. Muelleri, teve como base, o sagrado principio da precaução. Isso, tendo presente que a ARI- Analise de Risco de Importação, elaborada apressadamente pela SEMOC/MPA, não levou em consideração que a Argentina havia importado 13.175 t de pescado da Tailândia, incluído 430 t de crustáceos e 13.430 t de pescado do Equador, que juntos possuem 20 doenças de notificação obrigatória pela OIE (Organização Internacional de Epizoootia).
Portanto amigo, foi exatamente, pela duvida, que o Desembargador Federal concedeu a liminar, suspendendo assim, acertadamente, a intempestiva decisão do MPA de autorizar a importação de camarão selvagem da Argentina. Ate porque, existem vários trabalhos de pesquisadores da própria Argentina que atestam uma. Prevalência de 10% do WSSV nas populações naturais de camarões no mar da Argentina.
Nesse contexto, recentemente o Equador suspendeu a importação de pescado do Ásia e, inclusive, do Brasil, incluído ate o cisto e biomassa de Artemia salina do Brasil. Honduras ja fez o mesmo e ate a Europa esta adotando medidas restritivas, imagine o Brasil, com seu enorme potencial para a exploração da carcinicultura!!!!!!

Outra coisa amigo, o Norte, Nordeste e vários outros Estados brasileiros não exportam frango e nem carnes, simplesmente pela suspeita da AFTOSA!!???

Por isso, como um dos ajuizados desse importante e estratégico setor, que no meu caso, considero-me privilegiado por estar comemorando 39 anos de formado na primeira turma de Engenharia de Pesca do Brasil, no próximo dia 14 de Dezembro, sinto-me incomodado e preocupado com os rumos que o nosso setor estar tomando, com as importações muito próximas de US$ 1,5 bilhão e um deficit da ordem de US$ 1,2 bilhão, associado a um dispêndio de R$ 2,0 bilhões com seguro defeso em 2013. Especialmente porque conhecemos as potencialidades brasileiras e as oportunidades que a aquicultura oferece hoje para quem prioriza sua exploração

Assim, estaremos sempre a postos na defesa das nossas posições e convicções, alicerçadas num vivenciado conhecimento da realidade brasileira e internacional, de forma que envidaremos todo esforço e poder de convencimento para evitar que o Brasil importe camarão, qualquer que seja a origem e o Ministro de plantão.

Um grande abraço
Itamar Rocha
Eng de Pesca CREA 7226-D/PE
Presidente da ABCC