Representantes da carcinicultura participam de audiência na Câmara

De acordo com Itamar Rocha, a pauta principal será a a falta de crédito aos produtores e a ameaça de importação de camarão

Por Júlio Rocha

Itamar Rocha destacou importância dessa reunião com produtores e parlamentares

Representantes do setor de carcinicultura do Nordeste participam de audiência pública às 14h30 desta terça-feira (14) na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, da Câmara dos Deputados. De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Criadores de Camarão (ABCC), Itamar Rocha, a pauta principal será a falta de crédito aos produtores e a ameaça de importação de camarão da Argentina.

“Esse momento será importante para apresentar nossas apreensões, principalmente a falta de crédito do Banco do Nordeste aos micro e pequenos produtores, como também a ameaça de importação de camarão que é totalmente desnecessário e afeta diretamente o setor”, explicou o presidente da ABCC que fará a apresentação em defesa dos produtores rurais.

Ainda segundo Itamar Rocha 94% do setor de carcinicultura é formado por micro e pequenos produtores e desde 2011 o setor está em ascensão, gerando emprego e renda principalmente no Nordeste. “Em 2013 teremos crescimento da carcinicultura, então precisamos que o Governo apoie o setor com licenciamento ambiental e o crédito para financiamento necessário”, contou Itamar.

Outra preocupação do setor segundo a ABCC é a importação de pescado e a queda da barreira sanitária que protege o camarão nacional. “No momento em que o setor de produção nacional está extremamente forte, que pensamos em voltar a exportar nosso camarão, surge uma possibilidade que pode dizimar nosso setor. Desde 1999, não importamos camarão para proteger nosso camarão de doenças. E isso não permitiremos”, afirmou Orígenes Monte, presidente da Associação Norte-Riograndense dos Criadores de Camarão, que também está em Brasília para participar da audiência.

Segundo dados da ABCC, o Brasil em 2012 importou mais de 350 mil toneladas de pescado com recursos de mais de R$ 1 bilhão, o que gerou mais de 600 mil empregos no exterior. “Enquanto no Brasil, os produtores só tem acesso ao seguro defeso, os gastos com importações afetam diretamente a produção nacional. Vamos contestar as atitudes do Banco do Nordeste, que suspendeu os financiamentos para a carcinicultura em um ano com uma das maiores secas da região”, enfatizou Itamar.

Durante a audiência estarão presentes o secretário-executivo do Ministério da Pesca e Aquicultura, Átila Maia da Rocha; Edilson Ferreira, superintendente de recuperação de crédito do Banco do Nordeste, o deputado federal que propôs a audiência Raimundo de Matos (PSDB-CE) e representantes de entidades dos criadores de camarão nos estados do Nordeste. A intenção da comitiva é após a audiência com a Câmara, levar a proposta também para o Senado.

http://portalnoar.com/representantes-da-carcinicultura-participam-de-audiencia-na-camara/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *